A Sociedade…

De tempos em tempos surgem no mundo homens capazes de curvar a linearidade de determinadas coisas.

Cristo, César, Sócrates, Gandhi, Martin Luther King, Kant, Sartre, Camus, Einstein, Plank, Isaac Newton, Maxwell, Faraday, Freud, Nietzsche, Lênin, Putin, Lennon, e mais inúmeros outros abalaram fortemente os alicerces que estabilizavam a sociedade humana em suas respectivas épocas e áreas de atuação.

E este humilde blog se orgulha de ser o instrumento de divulgação e berço de uma das mais importantes teorias da sociologia e antropologia pós-moderna. Com vocês a Teoria Restrita da Sociedade Relacional, por Cláudio Pascoal e Adriano Braga.

o-homem-chocolate-e-as-gostosas2

1. Introdução

Desde os primórdios a raça humana é regida por algo que possibilita sua socialização, procriação e evolução da espécie. O individuo que tiver o mínimo de conhecimento matemático e lógico comprovará isto na bíblia, em Gênesis, pois fazendo as contas descobrimos que não havia paridades distintas nos casais que se relacionavam, ou seja, ou sobrava homem, ou sobrava mulher, mas todos se relacionavam. Entendam que não estou insinuando traições, estou insinuando que dentro de um grupo virtualmente fechado havia combinações aleatórias de casais em relações amorosas (namoros, ficas, casamentos e afins).Eis que surge a face da Sociedade Relacional.

2. Relação Indivíduo x Grupo

O termo Relacional expressa a interação e a influência que um indivíduo sente em um determinado grupo com que se relacionam de forma afetiva (amigável ou amorosa). Isso se explica facilmente com o seguinte argumento:

A existência de um grupo depende diretamente de pelo menos uma característica em comum entre os indivíduos. Essa característica em comum então se tornará a característica do Grupo, dando-o um perfil. Se todos os participantes do grupo possuem aquele perfil e se um indivíduo se interessar por outro, então também poderá se interessar por outro do grupo, pois esse também possui o mesmo perfil grupal, ou é influenciado pelo mesmo.

Só isso já serve para explicar uma atração intra-grupal. Só existe um grupo se houver uma afetividade entre seus componentes e essa afetividade é suficiente para o início de uma relação amorosa.

3. A Restrição da teoria

A teoria é restrita, pois trata especificamente das relações amorosas, não levando em conta a influência de outros aspectos que podem vim a influenciar na relação do grupo. A Teoria Geral da Sociedade Relacional ainda não tem parâmetros suficientes para ser postulada.

4. A Aplicação

Baseado nos tópicos citados acima devemos nos conscientizar de que tanto poderemos nos interessar por um, ou mais, componentes do nosso, ou de outro, grupo, quanto sermos interesse de um, ou vários, componentes destes grupos. Por saber disso não devemos ter conflitos ocasionados pelo ato do “fura olhismo”. O “Fura Olho” nada mais é do que um exímio conhecedor da Teoria Restrita da Sociedade Relacional, que por conhecê-la bastante age de forma a seguir seus princípios a fim de garantir a socialização, procriação e evolução social do grupo. Então temos como certo que seja aceitável que dentro de um grupo aja relações amorosas entre seus componentes sem restrições de quantidades, ou seja, deverá ser aceito que um indivíduo se relacione com mais de um componente do grupo. Sendo o grupo construído sobre o maciço chão da Amizade, não deverá haver egoísmo, logo seus componentes devem se relacionar entre si, comprovando o afeto que os uni.

furaolho3

5. Desentendimentos

Em caso de conflitos gerados por “fura olhismo” envolvendo sentimentos mais fortes que a amizade, não deverá haver brigas, pois isso viria a desestruturar o grupo. Tais conflitos deverão ser resolvidos em disputas de partidas de sinucas.

conflito1

As partes conflitantes se enfrentarão em três partidas de sinucas onde aquele que obtiver a maioria de vitórias ganhará o caso. É importante lembrar que tal método só deverá ser usado em último caso, a fim de evitar a violência no grupo. É preferível que seja resolvido um acordo através do diálogo entre os envolvidos, melhor ainda será se o for que as partes conflitantes continuem se relacionando com o mérito de evitar o egoísmo.

6330za42

6. Conclusões

Negrada, vamos deixar de besteira! Ninguém é de ninguém e todo mundo quer todo mundo (mas vamos manter o heterossexualismo, que sem isso também já é putaria demais). Vamos deixar de egoísmo, se você gosta dos seus amigos, então deixe que seus amigos se gostem também. Vejam o “Fura Olhísmo” como uma comprovação da identificação com o “Olho Furado” (erradamente chamado de Corno, ou Corna), ou seja, comprovando que vocês têm o mesmo gosto, gostam das mesmas personalidades.

7. Considerações Finais

Todos os interessados na filosofia de vida Sociedade, devem estar de acordo com todos os itens acima, pois de antemão já aviso, temos indícios de que várias das antigas civilizações podem ter sido destruídas pela “sociedade”. Fortes provas nos mostram que Cleópatra e César romperam por não respeitar alguns dos itens acima, estudos aprofundados pelo nosso guardador de carro oficial, nos mostram que eles não tiveram papel de ricos e civilizados, e riscaram a faca mesmo. Estudos mais aprofundados ainda apontam que o fim da civilização Grega deveu-se a isso também. Meneleu não gostou de seu olho furado por Paris e baixou o nível geral, criou a discórdia na sociedade, parece que até Caim matou Abel pelos mesmos motivos, pois estudos aprofundados (rsrs) nos mostram que eles quiseram levar a sociedade a um patamar quase impossível de mãe com irmão, pai com irmã, irmão com irmão e aí vai, como vimos não deu muito certo. Diante deste exemplo, aconselho a uma pessoa, não darei nome aos bois, que quando bebe também quer evoluir a sociedade, fica xarlando fácil para ambos os sexos, e isto não é nada aconselhável! E como acredito que neste blog não existam pessoas ricas, aconselho que ninguém seja portador de facas!

Visto a nossa vasta experiência no assunto, solto o ditado “Quem avisa amigo é”, SOCIEDADE não é pra quem quer, é pra quem pode!

Compartilhe!

Compartilhe!

Sem Mais!

Atenciosamente,

Adriano Braga e Cláudio Pascoal

About these ads

Publicado em fevereiro 12, 2009, em Conjecturas. Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. UASUHUHASUHUHAushuhAshuas

    AISuhAshuUHASuhAUHsuhAUSuhAUHsuauhs

    UAUHShuAuhsuAUHsuhAUHsuhauhsuhAUs

    Isso aí nasceu na mesa do Tio Lanches, na noite de um domingo qualquer…

    vou reviver o post do teletransporte amanhã ;P

    e redirecionar o Teorize pra cá.

  2. bem interessante..rsrs
    mas preefiro ficar fora dessa ”Sociedade Relacioal”.

    Boa sorte!!

  3. Que post show

    Uma obra prima, digno de sair em qualquer jornal

    Parabéns à vcs dois!!!!

  4. Categoria: Bons posts nunca morrem,viram lenda!
    asidoaisdioasiod

  1. Pingback: CAMPANHA DE CUNHO FINANCEIRO… Acunha! « "Sobre um ponto de vista heurístico…"

Comentar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: